Máquina de cartão: Qual é o melhor modelo?

A máquina de cartão se tornou o meio de pagamento mais popular da atualidade. Com ela é possível aumentar as vendas, reter clientes, reduzir inadimplências, evitar problemas com troco e, principalmente, ter mais segurança.


Os cartões de débito e crédito são a primeira opção dos brasileiros para realizar pagamentos, esse número chega a 70% dos que escolhem  esse meio em suas compras.

 

Isso segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

 

Hoje, o pagamento com o cartão de crédito é o predileto da sociedade, ele representa mais praticidade do que carregar dinheiro. Também garante mais segurança em caso de perda ou roubo, podem acumular vantagens em pontos e servir de extrato para o consumidor. 

 

Dessa forma, oferecer esse tipo de pagamento é muito importante para a empresa. Junto de todos os benefícios para os clientes, esse meio é vantajoso para a empresa, pois garante a melhor experiência do cliente, o que aumenta as vendas.

Avalie os modelos

Existem diversos modelos de maquininhas que se adequam a cada tipo de lojista. É importante entender qual a melhor maquininha de cartão para o seu caso. Os modelos devem ser apropriados para a gestão completa do negócio.

Antes de implantar a maquininha de cartão no seu negócio, é ideal estar atento a alguns detalhes. A maior preocupação é entender qual o melhor modelo para o seu tipo de loja, pois cada um tem suas particularidades. 

 

Atenção ao volume das vendas do seu negócio, qual é o perfil dos seus clientes e o seu orçamento. 

Faça uma boa pesquisa de todos os modelos que o mercado oferece para ter uma escolha assertiva. É importante avaliar o que a maquininha oferece, veja alguns itens:

 

  • Gerenciamento de estoque;
  • Formas de pagamento aceitas;
  • Com ou sem aluguel;
  • Com ou sem SMS;
  • Ideal para MEI;
  • Integrada com smartphones;
  • Para negócios iniciando.

 

Observe as necessidades da empresa e procure a opção de maquininha que dê o melhor suporte diário ao seu negócio. Lembrando sempre que as opções são inúmeras e não será difícil encontrar a que melhor se encaixe.

Por que ter uma maquininha de cartão?

O pagamento é um dos pontos vitais da venda, por isso, atender aos desejos do público e facilitar a vida dos consumidores é uma estratégia infalível.

 

Dessa forma, é possível aumentar as vendas, garantindo comodidade aos clientes, negociando também as condições de pagamentos vantajosas para eles. Oferecer parcelamento e prazos diferenciados pode ser um incentivo para o fechamento da compra. 

 

Ela também garante o recebimento da compra, pois no cartão a cobrança é automática sem chances do cliente atrasar ou, até mesmo, deixar de pagar.

 

Outro ponto positivo é o controle do seu negócio através da gestão. Os relatórios informam sobre tudo o que saiu do estoque e também das operações de débito e crédito. 

 

Com isso, a empresa tem uma data certa para receber dinheiro. São fatores que ajudam muito nos controles mensais de vendas e de faturamento, além da organização do lojista.

 

Um benefício que não pode ser deixado de lado é a importância da segurança no estabelecimento. Com a maquininha, o empreendedor não precisa guardar valores altos de dinheiro com ele.  Dessa forma, a loja estará mais protegida e o dinheiro mais seguro.

 

Há alguns anos, somente empresas de grande e médio porte tinham acesso a esse meio de pagamento. Para conseguir uma máquina de cartão, a empresa tinha que ter um volume de vendas realmente alto. 

 

A razão era que, somente assim eles compensam a manutenção das máquinas de cartão e de seus custos que eram muito altos.

 

Outro motivo era que muitas pessoas não tinham cartão e acabavam efetuando os pagamentos com dinheiro e cheques. 

 

Entretanto, graças ao avanço da tecnologia, esse cenário mudou. O aumento do número de maquininhas circulando no mercado, possibilitou  a redução desses custos e, consequentemente, mais pessoas tiveram acesso ao crédito.

 

Hoje, vivemos a era do meio de pagamento eletrônico, e cada vez mais se inova, facilitando o dia a dia e deixando as operações comerciais mais estruturadas. 

 

Com isso, empreendedores que ainda não adotaram essa forma de pagamento, precisam ficar bem atentos para não perder clientes e vendas por conta disso.

Entenda sobre as taxas

Faça uma análise das taxas e dos juros cobrados sobre cada venda pela operadora. Lembrando que esse será um custo fixo que você precisará manter mensalmente para continuar a usar o serviço contratado. 

 

Avalie também os prazos para  a liberação do valor das vendas realizadas para que o fluxo de caixa da sua loja seja saudável.