Principais elementos para planejar na Black Friday e garantir as vendas

 

Qualquer lojista sabe que a Black Friday é o momento mais importante do ano para intensificar as vendas e aumentar o faturamento da sua empresa, não é mesmo? No entanto, esses resultados não surgem do dia para a noite.

 

Essa temporada de alta nas vendas exige uma organização especial, que deve começar o quanto antes para conseguir atender a demanda toda. Se você não elaborou seu planejamento de Black Friday para 2021, saiba que ainda dá tempo de montar seu cronograma e alcançar o lucro desejado!

 

Para isso, você deve focar na melhoria dos principais fatores que interferem na experiência de compra dos seus clientes, evitando assim que erros comuns prejudiquem as vendas durante essa temporada. A seguir, detalhamos quais são esses pontos fundamentais que não devem ficar de fora do seu planejamento.

1. Aumente a segurança da plataforma

Por mais que as ofertas da Black Friday sejam atrativas, ainda existe uma parcela de pessoas que não aproveita essas promoções porque tem medo das fraudes que costumam acontecer no período. E não são só os consumidores que passam por isso: lojistas também temem enfrentar algum chargeback, por exemplo. 

 

Para evitar situações assim, verifique se seu sistema antifraude é realmente eficiente na hora de analisar os dados de compras e evitar eventuais tentativas de roubo. Assim, você garante mais segurança não só para os clientes, mas também para o seu próprio negócio!   

2. Avalie os preços dos produtos

Os valores das mercadorias sempre serão um dos principais fatores considerados pelos consumidores ao decidir comprar na Black Friday, então como não incluí-los no seu planejamento? 

 

Essa é uma etapa que precisa ser muito bem estruturada e alguns passos não podem ficar de fora, como escolher preços justos que não afetem a margem de lucro e criar promoções reais que tragam boas ofertas aos clientes.

3. Adapte a logística do seu negócio

Quem não se planeja para a Black Friday também corre o risco de ter prejuízos financeiros e perder vendas devido à falta de organização administrativa. Uma das formas de evitar esse problema é criando uma projeção a partir dos anos anteriores para que a sua logística atenda satisfatoriamente ao período. 

 

Nesse cenário, vale a pena pensar em melhorias para aprimorar o funcionamento de processos importantes do seu fluxo de trabalho: a atualização do estoque, o cumprimento dos prazos de envio e as regras para a troca e devolução de mercadorias.

4. Pense bem nas formas de pagamento oferecidas

Outro fator que influencia no sucesso das vendas durante a Black Friday são as opções de pagamento que você disponibiliza na sua plataforma. Se antes tínhamos apenas as alternativas em cartão de crédito e débito, transferência ou boleto bancário, hoje já possuímos um avanço que é o Pix. 

 

Com ele, os pedidos podem ser pagos o dia todo e são confirmados em poucos segundos, diferentemente dos boletos, que levavam até três dias para serem compensados. Então, se você está em busca de acelerar as vendas do seu negócio, não deixe de incluir o Pix entre os meios de pagamento da sua loja. 

5. Otimize a infraestrutura da sua empresa

A preparação para a Black Friday vai muito além de apenas selecionar os produtos para as promoções e determinar os descontos oferecidos em cada item. Você precisa estruturar seu negócio completamente para oferecer a melhor experiência possível de compra aos seus clientes. 

 

Desse modo, também é importante avaliar se o atendimento da sua loja, a aparência da plataforma e os demais recursos automatizados estão operando em pleno funcionamento para atender todas as necessidades dos seus consumidores ao entrar em contato com o negócio. 

6. Aposte em estratégias de fidelização

Imagina quantas pessoas chegam até a sua loja durante a Black Friday? Certamente, essa é a oportunidade perfeita para fidelizar clientes, mas essa é uma etapa que você só conseguirá cumprir com a adoção das estratégias certas para tornar a compra incrível. 

 

Personalizar as embalagens de entrega e oferecer descontos exclusivos para os clientes que já realizaram outras aquisições são alternativas bem interessantes e muito utilizadas no mercado para atingir esse objetivo. 

7. Invista no marketing digital

Não há dúvidas de que “a propaganda é a alma do negócio”. Então, capriche no marketing da sua loja para garantir que seus anúncios atinjam o público-alvo. Não se esqueça de que essa publicidade não deve se limitar apenas à Black Friday, mas também deve acontecer em momentos antes e depois do período de ofertas.

 

Com cada um desses passos, certamente não restam dúvidas de como estruturar um bom planejamento de Black Friday. Agora é partir para a ação e traçar seu próprio caminho até o sucesso de vendas nesta temporada!