Realidade aumentada: tecnologia é tendência de negócios de diferentes nichos

Você já ouviu falar em Realidade Aumentada (RA)? O termo pode até parecer novo para você, mas, com certeza, já utilizou no seu dia a dia. Com a RA, o mundo digital é transferido para o mundo físico, resultando em visualizações impressionantes.

 

Com o seu smartphone tecnológico, por exemplo, você consegue ver como um sofá ficaria na sua sala, antes mesmo de comprá-lo. A indústria já sabe a importância da tecnologia para as vendas e está cada vez mais aprimorando seus setores de tech. Quer conhecer um pouco mais sobre a Realidade Aumentada? Basta continuar a leitura!

O que é realidade aumentada?

A Realidade Aumentada (RA) é uma das maiores tendências da tecnologia no momento e só vai ficar maior à medida que smartphones prontos para RA e outros dispositivos se tornem mais acessíveis ao redor do mundo.

 

Essa nova realidade nos permite ver o ambiente da vida real bem à nossa frente — árvores balançando no parque, cachorros perseguindo bolas, crianças jogando futebol — com um aumento digital sobreposto a ele.

 

Com os avanços da tecnologia de RA, esses exemplos não são muito diferentes do que já pode estar disponível para o seu smartphone. A realidade aumentada está, de fato, cada vez mais disponível e sendo usada de infinitas maneiras.

 

Por exemplo: em lentes no aplicativo do Instagram, em aplicativos que ajudam a encontrar seu carro em um estacionamento lotado e em uma variedade de aplicativos de compras que permitem que você experimente roupas sem nem mesmo deixar seu lar.

Onde a Realidade Aumentada pode ser utilizada?

Existem diversos lugares onde a Realidade Aumentada pode ser aplicada. Atualmente, ela está sendo vislumbrada como uma maneira mais atrativa de trazer mais clientes para as empresas. Confira um pouco da sua utilização:

Varejo

Talvez a aplicação mais importante de RA para a maioria dos usuários seja em aplicativos de varejo, principalmente a função “experimente antes de comprar”. Com mais pessoas comprando de casa e menos ênfase em espaços presenciais de varejo, a RA permitirá que os consumidores vejam como os produtos ficarão em suas casas ou corpos antes de comprá-los.

 

Isso pode eliminar as suposições do processo de compra. Já existem vários aplicativos, como Wayfair, Houzz e Ikea, que permitem que você coloque móveis e outros produtos em seus próprios ambientes do mundo real.

Mapeamento e navegação

O aplicativo de diretório de negócios Yelp foi um dos primeiros a adotar o RA com seu recurso Monocle, agora descontinuado. O Monocle oferecia informações sobrepostas a respeito de empresas locais ao visualizar as imediações no visor do seu telefone.

 

Textos explicativos mostram onde os restaurantes próximos estavam localizados junto com informações básicas, como a distância a que ficavam. Esta é uma variação do head-up display (HUD). A Mercedes-Benz, por exemplo, apresenta um carro que sobrepõe as informações de navegação no para-brisa.

Educação

A RA está encontrando seu caminho no currículo para aprimorar os métodos tradicionais de aprendizagem. Por exemplo, os livros didáticos podem ser marcados com códigos que, quando lidos por um smartphone, podem exibir conteúdo adicional ou visualização 3D.

Entretenimento e mídia social

A RA tem muito potencial para o entretenimento também. A Magic Leap, por exemplo, é uma empresa de desenvolvimento de RA que supostamente gastou mais de US $ 2,6 bilhões no desenvolvimento de óculos de RA e de uma plataforma de tecnologia.

 

Em uma plataforma mais acessível como os smartphones, o TikTok introduziu recentemente efeitos de RA de marca que os usuários podem adicionar aos seus vídeos.

 

A Realidade Aumentada estabelece, sem dúvida, apenas o começo de uma corrida para criar experiências tecnológicas cada vez mais atraentes, tornando mais tênue a linha entre o real e o virtual.